“Deus soprou no meu ouvido o seu desejo de sermos gotas de santidade”, testemunho de Beatriz Barcelar

agosto 3, 2016 4:56 pm Publicado por Deixe um comentário
11149302_10202935034651822_4443063077619597069_n(2)

Em agosto de 2015, eu e meu esposo fomos participar do Encontro para Famílias. Este evento nos deu a graça de viver um reencontro com a misericórdia de Deus, através das pregações, dos louvores, da adoração ao Santíssimo, da missa e da confissão, pois há meses não comungávamos.
Eu e o meu esposo estávamos passando por um momento de tribulação muito intenso e ir ao encontro de Deus e nos depararmos com testemunhos de vida cheios de amor fez reavivar em nós o desejo de ser de Deus. Naquele encontro Deus restaurou a minha família. Ele nos uniu novamente e nos mostrou que mesmo diante das tribulações o Senhor estaria conosco, nos dando força, paciência, perseverança e fé.
Deus soprou no meu ouvido o seu desejo de sermos gotas de santidade, de sermos Kadosh. Meu esposo, mesmo inseguro, confiou no propósito de Deus e de mãos dadas nos entregamos ao serviço. Após o encontro fomos engajados no Grupo Aberto para Casais. O sábado à tarde tornou-se nossa maior motivação, pois no grupo encontramos casais com realidades semelhantes a nossa e com o mesmo chamado a “serem gotas de santidade”.
E o toque de Deus sobre a minha família foi suave, mas firme. Mesmo imaturos, eu e o meu esposo, dissemos sim ao chamado para servir como núcleo do Grupo Aberto para Casais. Em seguida, Deus em sua infinita misericórdia, nos chamou para o Vocacional da Comunidade Católica Kadosh.
Hoje, mesmo com as dificuldades e fraquezas, procuramos não desanimar. Compreendemos que Deus conta com a nossa pequenez. E como família, aprendemos que temos que ter paciência nas demoras de Deus, transformando o nosso sofrimento em oferta e dando sempre o melhor para Deus.
Eu e a minha família sempre cantamos essa música que marcou o nosso Encontro para Famílias: “Que alegria é ter você aqui, que alegria é compartilhar o amor. Tudo é mais feliz ser Kadosh é o que eu sempre quis. E assim eu vou cantando, refletindo a vontade de Deus. E assim eu vou louvando, anunciando vale a pena ser santo”.

Beatriz Barcelar – Obra Kadosh